Coaching Apreciativo

A proposta aqui é diagnosticar o estado desejado da organização a partir da visão sistêmica do Coaching e promover redirecionamento utilizando-se do melhor do passado, dos pontos altos da ação, das virtudes e das forças do capital humano, sem desprezar seus motivadores - os sonhos individuais e coletivos. Todos esses elementos são mobilizadores mais eficazes e poderosos para a transformação do que a atenção aos problemas ou necessidades de um sistema humano.

O Coaching Apreciativo é o mais recente avanço no campo do desenvolvimento de pessoas. Uma nova abordagem que resulta da integração e da congruência do Coaching com o Inquérito Apreciativo e a Psicologia Positiva. A metodologia implica em um conjunto de práticas de mudança, apoiada na ideia de que as organizações têm um centro positivo que, ao ser tornado explícito, libertará resultados de excelência.

Objetiva a alavancagem de resultados nos coachees e nas organizações. Canaliza talentos, forças e capacidades psicológicas das pessoas, para atingir resultados merecedores, produtivos, éticos e sustentáveis, que culminem em vantagem competitiva.

Através do uso de linguagem apreciativa, o Coach e o Coachee se afastam do paradigma tradicional de feedback e confrontação direcionada aos déficits de desempenho. Os indivíduos têm de expressar suas necessidades, problemas e preocupações apenas para serem direcionados, já que o Coaching envolve diálogo sobre forças existentes e nas competências distintas. 

Uma premissa fundamentada no Coaching Apreciativo é que a solução e os recursos necessários já se encontram dentro do indivíduo. É apenas uma questão de acessá-los, amplificá-los e integrá-los para fazer com que o Coachee consiga alcançar seus objetivos. 

O Inquérito Apreciativo pressupõe que se atua eficazmente em uma organização ao Inquirir – um ato de exploração e descoberta – e se facilita a mudança positiva ao Apreciar, reconhecendo e valorizando o melhor do que é vivido e experimentado. Em consequência, o Inquérito Apreciativo (IA) tem sido descrito como um novo modelo de gestão e implementação da mudança nas organizações e comunidades. É um processo baseado na narrativa, que integra metodologias de impulso à mudança em larga escala, pretendendo inspirar ao envolvimento de todos os intervenientes na construção do futuro da organização em causa, e na descoberta e potenciação de forças e vantagens estratégicas, com ganhos financeiros e sociais

Referências e Bibliografia do trabalho de Cameron, Dutton, Quin, Wrzesniewski, David Cooperrider e Whitney.

FacebookTwitterLinkedIn

Espaço Publicitário

Estatística de Visitas

58118
HojeHoje2
OntemOntem21
Esta SemanaEsta Semana23
Este MêsEste Mês300
Todas as VisitasTodas as Visitas58118

Newsletter

Cadastre-se para receber nossa novidades!
captcha
Atualizar

Espaço Publicitário

Espaço Publicitário

Anuncie3